Banner Ofertas



06/01/2024 15:44:13

Top 7 Melhores Livros de André Barcinski

Conheça a seleção de nossos editores para os melhores livros de André Barcinski que não podem faltar na sua coleção.

Top 7 Melhores Livros de André Barcinski André Barcinski é um jornalista, escritor, roteirista e documentarista brasileiro, a obra de André Barcinski é uma imersão na cultura pop, repleta de histórias fascinantes, entrevistas exclusivas, reflexões e análise crítica. Em seus livros, Barcinski se destaca por sua pesquisa minuciosa, narrativa envolvente e grande conhecimento sobre diferentes áreas da arte e entretenimento. São leituras enriquecedoras para qualquer amante da cultura pop e da história contemporânea. Conheça a seleção de nossos editores para os melhores livros de André Barcinski que não podem faltar na sua coleção.

1

João Gordo. Viva la Vida Tosca

O Brasil todo conhece João Gordo, o carismático e polêmico apresentador de TV e vocalista da banda punk Ratos de Porão. Por mais de vinte anos, João tem sido uma figura importante da cultura pop nacional, famoso por seu jeito escrachado e espontâneo, um personagem amado e odiado com igual intensidade. Se todo mundo conhece João Gordo, poucos conhecem João Francisco Benedan. Em João Gordo: Viva la Vida Tosca, ele conta, em primeira pessoa, toda a história de uma vida fascinante e desconhecida, por vezes hilariante, outras vezes triste e comovente. Com seu jeito sincero e sem papas na língua, João fala de tudo: das brigas com o pai, da história do punk brasileiro, de sua trajetória incomum na TV, de sua transformação em ídolo infanto-juvenil e dos excessos – de drogas, álcool e ego – que quase lhe custaram a vida. O livro João Gordo é narrado em primeira pessoa, com o linguajar típico de João Gordo, e foi escrito pelo jornalista André Barcinski, que entrevistou João por quase dezoito meses. O resultado é um relato inesquecível da vida de uma figura incomparável de nossa cultura pop, um punk que se tornou ídolo da molecada e que nunca mudou seu jeito de ser.

Ver Ofertas Ver Comentários

João Gordo. Viva la Vida Tosca

2

Zé do Caixão: Maldito - A Biografia: Um verdadeiro documento para amantes do cinema e do terror

Ele veio ao mundo numa sexta-feira 13, em março de 1936. Quase oitenta anos depois, José Mojica Marins construiu um legado artístico incomparável em nosso país e se consagrou como um dos grande mestres do Terror mundial. O público conhece sua voz gutural, as infindáveis garras que ele chama de unhas, sua barba cerrada e suas roupas, incluindo capa e cartola, sempre escuras como a noite. Mas até que ponto o Brasil reconhece toda genialidade do homem por trás do mito?Em ZÉ DO CAIXÃO - MALDITO, A BIOGRAFIA, os jornalistas André Barcinski e Ivan Finotti desenterram todos os segredos do passado de José Mojica, da infância humilde nos subúrbios de São Paulo até sua consagração internacional.Um dos cineastas mais produtivos do Brasil, Mojica escreveu, dirigiu, produziu e atuou em mais de trinta filmes, como os clássicos À Meia Noite Roubarei Sua Alma, Esta Noite Encarnarei No Teu Cadáver e O Despertar da Besta. Mojica aprendeu a fazer cinema sozinho, na marra, usando os recursos disponíveis e formando seus próprios técnicos e atores. Como resultado, o mundo ganhou um artista genuinamente brasileiro, que jamais precisou copiar fórmulas estrangeiras.A biografia, publicada originalmente em 1998, estava há muito tempo fora de catálogo. Uma heresia que a DarkSide Books não poderia perdoar. Muitas sextas-feiras 13 depois, ZÉ DO CAIXÃO - MALDITO, A BIOGRAFIA está sendo relançada pela DarkSide, numa edição à altura do genial diretor – e também padrinho da editora. Com 666 páginas (200 a mais que a antiga versão), o livro conta com muitas fotos inéditas, filmografia atualizada e acabamento luxuoso em capa dura.

Ver Ofertas Ver Comentários

Zé do Caixão: Maldito - A Biografia: Um verdadeiro documento para amantes do cinema e do terror

3

Guia da culinária ogra - 195 lugares para comer

Nesta obra, André Barcinski busca revelar que todas as regiões da cidade de São Paulo têm seus tesouros da 'culinária ogra' - aquela em que os garçons são velhos e feios, e não modelos aspirantes a celebridade, ou em que a comida ocupa ao menos 85% da área do prato.

Ver Ofertas Ver Comentários

Guia da culinária ogra - 195 lugares para comer

4

Marcelo Nova: O galope do tempo: Conversas com André Barcinski

Um anarquista conservador. Um pterodátilo em termos de informática. Um incansável colecionador de discos de rock, blues e jazz, aficionado por Bob Dylan e filmes noir. Um pai e avô orgulhoso. Um sujeito antissocial, mas muito educado com quem é educado com ele. Uma pessoa que se reinventou ao longo da carreira e adora estar nos palcos - sem nunca deixar de lado os óculos escuros. Esse é Marcelo Nova. Em O galope do tempo, Marcelo conta sua história pessoal e profissional de forma diferente: por meio de entrevistas feitas pelo jornalista André Barcinski ao longo de três anos. Ele fala da infância e da adolescência em Salvador (e de como sua alma urbana nunca se sentiu em casa nessa cidade praiana), da relação com os pais, das influências musicais que o moldaram desde pequeno, da formação do Camisa de Vênus e do sucesso meteórico de canções como Só o fim e Eu não matei Joana DArc, da carreira solo, da parceria e amizade com Raul Seixas (ou Raulzito), dos detalhes da produção dos álbuns, de seu processo de composição, dos filhos, da paixão pela música e muito mais - tudo em meio a digressões sobre os mais diversos assuntos. Como diz Barcinski no prefácio: Tem gente que fala muito e não diz nada. Marcelo fala muito e diz muito. Um relato autobiográfico e, ao mesmo tempo, uma conversa sobre a cena musical do Brasil e do mundo vista pelos olhos de um dos grandes letristas brasileiros.

Ver Ofertas Ver Comentários

Marcelo Nova: O galope do tempo: Conversas com André Barcinski

5

Sepultura. Os Primórdios (1984-1998) por Silvio Bibika Gomes (Autor), André Barcinski (Autor)

Que sucesso um tal grupo chamado Sepultura poderia atingir tendo um guitarrista que ligava seu instrumento a um captador acionado por um interruptor de luz, um baterista que pendurava um prato em um cabo de vassoura e um músico que havia entrado na banda apenas por ter um baixo novinho em folha, mesmo não sabendo tocar uma nota sequer? Resposta: a banda brasileira com mais prestígio no exterior, com shows realizados em mais de 50 países e milhões de discos vendidos. Escrito por Silvio "Bibika" Gomes, primeiro empresário do Sepultura, juntamente com o jornalista André Barcinski, este livro estava fora de catálogo há quase duas décadas e agora ganha uma reedição de luxo pela editora Estética Torta, em capa dura, acabamento premium e conteúdos extras, com novas imagens exclusivas.

Ver Ofertas Ver Comentários

Sepultura. Os Primórdios (1984-1998)  por Silvio Bibika Gomes (Autor), André Barcinski (Autor)

6

Sepultura: Toda a história

Com quase cem fotos e entrevistas com mais de 60 personagens, a obra conta a trajetória da banda brasileira de maior projeção internacional, do início até o estrelato. "O texto tem muito bom humor. As passagens que narram as peripécias da banda em seus primeiros shows, com equipamentos pouco mais que indigentes, são hilariantes. Um livro que transpira honestidade." (Ivan Miziara, Folha de S. Paulo)

Ver Ofertas Ver Comentários

Sepultura: Toda a história

7

Não por Acaso - Coleção Aplauso

O filme é composto por duas tramas centrais que se entrecruzam a partir de um acidente de trânsito, o que dá uma visão inusitada da cidade de São Paulo. Conta a história de Ênio, um engenheiro controlador de tráfico (Leonardo Medeiros), que vive sozinho na Praça Roosevelt e de Pedro (Rodrigo Santoro), construtor de mesas de sinuca e ocasional jogador. O filme começa com o breve reencontro de Ênio com uma ex-namorada (Graziela Moretto), no qual descobre que tem uma filha. Logo em seguida, sua ex-namorada sofre um grave acidente, envolvendo Teresa (Branca Messina), namorada de Pedro. Teresa se preparava para ir morar com Pedro, deixando um enorme apartamento, alugado para uma bela executiva (Letícia Sabatella), que irá se envolver com Pedro. Enquanto isso, Bia, a filha de Ênio, tentará se aproximar do pai e resolver questões do passado. Com produção da O2, de Fernando Meirelles, o filme teve o roteiro escrito pelo próprio Philippe, com a ajuda de Eugênio Puppo e Fabiana Werneck. Confira esse belo trabalho, agora publicado pela Coleção Aplauso, voltada ao registro e à preservação da memória cultural do Brasil.

Ver Ofertas Ver Comentários

Não por Acaso - Coleção Aplauso

O Que Observar na Hora de Comprar?

  • Analise os preços das versões impressa e digital do livro, a versão eletrônica em alguns casos pode ser mais econômica.
  • Um mesmo livro pode ter diferentes versões impressas: capa dura, capa comum e edição de bolso com preços diferentes.
  • Se você for um leitor voraz, a assinatura do Kindle Unlimited pode ser um ótimo investimento. Com acesso a milhares de títulos, você pode explorar uma variedade de gêneros e autores sem custos adicionais.
  • Se você gosta de ouvir livros, considere assinar a plataforma de audiobooks Audible. A plataforma oferece milhares de títulos em audiobooks que são trocados por créditos que geralmente mais baratos que o preço de um livro.
  • Leia as avaliações e compare preço do livro em diferentes plataformas. Isso pode oferecer uma visão mais ampla sobre a qualidade e relevância assim como do preço do livro.


Posts relacionados


Posts mais recentes


Mais Pesquisadas


Mais lidas


Categorias


Banner Amazon