Banner Ofertas



06/01/2024 15:44:13

Top 10 Melhores Livros sobre o Mercado de Crédito de Carbono

Conheça a seleção de nossos editores dos melhores livros sobre o mercado de crédito de carbono que não podem faltam na sua coleção.

Top 10 Melhores Livros sobre o Mercado de Crédito de Carbono O mercado de crédito de carbono é um mecanismo criado para incentivar a redução de emissões de gases do efeito estufa (GEE) na atmosfera. Essas emissões são produzidas por atividades humanas, como a queima de combustíveis fósseis em veículos e indústrias, e têm contribuído para o aumento das temperaturas globais e para as mudanças climáticas. Basicamente funciona como um sistema de troca. As empresas que conseguem reduzir suas emissões de GEE abaixo do limite estabelecido pelas autoridades ambientais podem vender seus créditos de carbono para outras empresas que não conseguem atingir esse limite. Dessa forma, as empresas poluidoras podem compensar suas emissões comprando créditos de carbono e, assim, se tornarem mais sustentáveis. Os créditos de carbono são certificados emitidos por entidades reguladoras, que garantem a redução de uma quantidade específica de GEE. Esses créditos podem ser negociados em bolsas de valores ou diretamente entre empresas, e seu preço é determinado pela oferta e demanda do mercado. Quando uma empresa compra um crédito de carbono, ela está adquirindo o direito de emitir uma determinada quantidade de GEE. Este mercado tem se expandido nos últimos anos, principalmente em países que adotam políticas de redução de emissões de GEE. Alguns dos principais mercados de crédito de carbono são a União Europeia, que tem um sistema de comércio de emissões, e a China, que criou recentemente um mercado nacional de carbono. O mercado de crédito de carbono também é apoiado por diversas organizações internacionais, como a Organização das Nações Unidas (ONU), que criou o Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL) para incentivar projetos sustentáveis em países em desenvolvimento. Além de incentivar a redução de emissões de GEE, o mercado de crédito de carbono tem o potencial de gerar benefícios econômicos para empresas e países. Empresas que investem em tecnologias sustentáveis e conseguem reduzir suas emissões de GEE podem vender seus créditos de carbono e gerar receita adicional. Países que possuem grandes reservas de florestas também podem se beneficiar, pois as florestas absorvem CO2 da atmosfera e podem gerar créditos de carbono para serem vendidos. Conheça a seleção de nossos editores dos melhores livros sobre o mercado de crédito de carbono que não podem faltam na sua coleção.

1

Mercado de carbono e sustentabilidade:

Este livro aborda os principais elementos de um sistema de comércio de emissões ¿ usando o mercado europeu (EU ETS) como principal referência, para explorar como o Brasil pode regulamentar e implementar um mercado de carbono para auxiliar na redução de emissões de gases de efeito estufa.As complexidades e os desafios para a estruturação de um marco regulatório que crie oportunidades, ao invés de entraves, são muitas e precisam ser consideradas para garantir segurança jurídica e eficácia do sistema.

Ver Ofertas Ver Comentários

Mercado de carbono e sustentabilidade:

2

Credito de Carbono. Como Funciona Este Mercado?

Este eBook resume, de forma clara e objetiva, as principais informações técnicas, necessárias ao entendimento deste Mercado, assim como informa sobre os projetos que devem ser elaborados para a obtenção destes créditos. Projetos aprovados tornam-se aptos para emissão dos créditos de carbono gerados.

Ver Ofertas Ver Comentários

Credito de Carbono. Como Funciona Este Mercado?

3

Os créditos de carbono no âmbito do protocolo de Quioto

A presente obra trata das unidades de cumprimento estabelecidas pelo Protocolo de Quioto, especialmente das Reduções Certificadas de Emissão (RCEs). Primeiramente, faz uma análise do aquecimento global e do efeito estufa, distinguindo as duas expressões. Em seguida, descreve o papel do Painel Intergovernamental de Mudança Climática (IPCC) em assuntos relacionados à mudança do clima e avalia a relevância da Convenção-Quadro sobre Mudança do Clima (CQNUMC) para o desenvolvimento do direito ambiental internacional. Ademais, traça um panorama do Protocolo de Quioto, primeiro protocolo ambiental legalmente vinculante, fruto da CQNUMC, examinando suas possíveis consequências para o mundo e, em particular, para o Brasil. Elenca os créditos de carbono ou créditos de emissão e detalha as etapas para as suas obtenções, destacando as condições a serem satisfeitas em cada uma delas. A hipótese que permeou a obra foi a de que os créditos de carbono, se refletirem reduções de emissões de GEEs reais, ajudarão na mitigação da mudança climática. A obra ainda traz à baila a polêmica acerca da natureza jurídica das RCEs, consideradas por muitos economistas uma nova commodity, no âmbito do Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL), único mecanismo de flexibilização que permite a participação dos países em desenvolvimento com vistas à promoção do desenvolvimento sustentável. Para conferir segurança ao mercado de carbono, no Brasil, esteve em tramitação o Projeto de Lei nº 3.552/2004, dispondo sobre a organização e regulação do mercado de carbono na Bolsa de Valores do Rio de Janeiro, por meio da geração de Redução Certificada de Emissão. Por fim, a obra apresenta um estudo de caso acerca do Projeto Vega Bahia, que implicou na obtenção de créditos de carbono pelo Brasil. Esse projeto correspondeu a reduções de emissão antropogênicas de metano (CH4), um Gás de Efeito Estufa (GEE), que não teria lugar na ausência da atividade de projeto de MDL entre janeiro e dezembro de 2004.

Ver Ofertas Ver Comentários

Os créditos de carbono no âmbito do protocolo de Quioto

4

Créditos de Carbono e Sustentabilidade

A sustentabilidade não é uma moda, nem uma preocupação apenas de ambientalistas, mas uma necessidade cada vez mais urgente de mudança, de inclusão das pessoas e da natureza nas decisões dos governos e das empresas, variáveis que foram esquecidas pela teoria econômica. O Autor desse livro vem se dedicando à questão do crédito de carbono e do aquecimento global tanto no aspecto teórico como prático, porque envolve seu dia-a-dia de avaliação dos negócios. No seu livro o autor pontua com bastante sabedoria que a mudança climática não esta apenas induzindo mudanças nos negócios e fomentando novos projetos e mercados. Questiona o modelo em si e o crescimento eterno como salvação tecnológica da sociedade e do meio ambiente.

Ver Ofertas Ver Comentários

Créditos de Carbono e Sustentabilidade

5

Créditos de Carbono - Protocolo de Kyoto e Projetos de MDL

A obra de Danielle Limiro chega em boa hora. O desafio de inverter a curva do aquecimento global está entre os mais dramáticos do novo milênio.Para ficarmos em um patamar mínimo de segurança, o aumento da temperatura na terra não poderá ser superior à faixa de 2ª C em 2050. A meta exige que a concentração dos gases do efeito estufa não ultrapasse 550 ppm (partes por milhão) na atmosfera até a metade do século. Em 2002, a atmosfera já recebia emissões anuais na ordem de 7,8 GTC (giga toneladas de carbono). Não poderemos ir além de 9 GTC anuais, de acordo com o IPCC – Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas.Ao dirimir dúvidas a respeito do tema, o livro ‘Créditos de Carbono: Protocolo de Kyoto e Projetos de MDL” presta uma contribuição extremamente positiva para que o mercado de carbono ganhe a agilidade necessária e seja, de fato, um agente indutor do processo de descarbonização.Fernando Almeida- Presidente-Executivo do Conselho Empresarial Brasileiro para Desenvolvimento Sustentável – CEBDS.“O aquecimento global e as mudanças climáticas se tornaram uma das principais questões da sustentabilidade.Ao redor do globo, os poderes públicos estão planejando e implementando medidas para a redução de gases de efeito estufa através de Políticas Nacionais que incluem a introdução do comércio de emissões, programas voluntários, taxas de energia ou carbono e regulamentações e normas de eficiência energética e de emissões.Apesar de estas restrições ainda não serem compulsórias no Brasil, as organizações devem ser capazes de entender e gerenciar os seus riscos de emissão de gases de efeito estufa se desejarem assegurar a perenidade de suas operações em um ambiente de negócios cada vez mais competitivo e restritivo e estar preparadas para futuras políticas regionais ou nacionais sobre mudanças climáticas.Neste sentido, a obra de Danielle Limiro, “Créditos de Carbono”, vem contribuir, através de sua linguagem concisa e objetiva, na disseminação do conhecimento essencial sobre este tema, que, além de fundamental para o futuro de nosso planeta, é também crucial para aqueles que desejam entender o ambiente de negócios que se descortina para o século XXI”.Ricardo Algis Zibas -Gerente da área de soluções em sustentabilidade,PricewaterhouseCoopers

Ver Ofertas Ver Comentários

Créditos de Carbono - Protocolo de Kyoto e Projetos de MDL

6

Sustentabilidade empresarial e mercado verde: A transformação do mundo em que vivemos

LivroA obra Sustentabilidade empresarial e Mercado Verde busca introduzir o leitor, seja discente, professor ou demais interessados, ao tema sustentabilidade ambiental, trazendo um aporte teórico e iniciativas inspiradoras que são postas em prática atualmente. Longe de esgotar o assunto, espera-se que, a partir deste livro, o interessado possa buscar outras publicações para aprofundar seu conhecimento. Muitas delas são apresentadas nas referências, ao final do livro. O livro aborda as diversas perspectivas da sustentabilidade ambiental em temas como logística reversa e a importância de se repensar o projeto dos produtos, tendência à descartabilidade dos bens, energia advinda de fontes renováveis, mobilidade urbana, sustentabilidade em empresas privadas e governos, entre outros.

Ver Ofertas Ver Comentários

Sustentabilidade empresarial e mercado verde: A transformação do mundo em que vivemos

7

O poder transformador do ESG: Como alinhar lucro e propósito

Descubra como fazer da sua empresa a melhor do mundo e melhor para o mundo O termo ESG – do inglês environmental, social and governance – é uma governança ambiental, social e corporativa pautada em estratégias centradas no ser humano e no meio ambiente. Ela visa gerar valor sustentável para stakeholders em um mundo que demanda cada vez mais responsabilidade social e ambiental das organizações. Pensando nisso, com base em 25 anos de experiência profissional, a executiva Paula Harraca apresenta os 7 Cs da competitividade consciente: causa, cultura organizacional, colaboradores, clientes, capital, comunidade e competitividade estratégica. São direcionadores estratégicos para líderes que, independentemente da indústria ou dos setores, desejam dar resultados e se manter relevantes. Com este livro, você vai entender como aplicar essa abordagem de maneira orgânica e prática ao seu negócio para alcançar o sucesso e se destacar diante dos desafios do futuro.

Ver Ofertas Ver Comentários

O poder transformador do ESG: Como alinhar lucro e propósito

8

Climate Chance! Uma Reflexão Jurídico-económica Do Mercado De Carbono No Combate Às Alter. Climática

O livro "Climate Chance! Uma reflexão jurídico-económica do mercado de carbono no combate às alterações climáticas", da autoria de Ivone Rocha, João Quintela Cavaleiro e Paulo Caetano, editado pela Publindústria, nasce da inquietude gerada pelas mudanças climáticas. A obra procura também romper o dogma da falta de competitividade da economia verde, relegada para segundo plano pela crise financeira. É dada prioridade à análise das diferentes estratégias de controlo ambiental para combater os efeitos dos Gases com Efeitos de Estufa, colocando o enfoque nos mecanismos de mercado, essencialmente no mercado de carbono. Os "instrumentos de controlo", para terem efeito sobre as alterações climáticas, têm de assentar numa visão de ambiente como recurso económico. Foi, aliás, neste contexto que o mercado de carbono, lançado no âmbito do Protocolo de Quioto, ganhou força. Não se afigurando como a única solução, é uma opção cost effective que apresenta, em certos casos, vantagens consideráveis face à introdução de impostos. Nas palavras de Carlos Pimenta, autor do prefácio, Climate Chance "consegue conjugar o rigor de um texto de cariz jurídico com a fluência e facilidade de leitura de quem escreve para o "grande público" (...) propõe-nos desafios e apresenta soluções, a cada leitor a responsabilidade de responder."

Ver Ofertas Ver Comentários

Climate Chance! Uma Reflexão Jurídico-económica Do Mercado De Carbono No Combate Às Alter. Climática

9

Contrato de Créditos de Carbono - Análise Crítica das Mudanças Climáticas

Contemporaneamente, a humanidade enfrenta um dos maiores desafios para salvaguardar a sua existência e a das futuras gerações: combater o fenômeno do Aquecimento Global. Neste mister, firmou-se o Protocolo de Quioto, em 1997, o que fez surgir o mercado de créditos de carbono sob o regime do Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL), que tem por lastro ecológico de suas negociações os créditos de carbono (RCE), commodities ambientais que quantificam a efetiva redução da emissão antrópica de GEE. Constata-se que o MDL é instrumento do Direito Ambiental, por justificação da ética que rege a sociedade contemporânea, consubstanciada no consumo. É demonstrado no presente livro que o MDL , mais do que atender aos limites fixados nos standards de tolerância à poluição, consubstancia-se num mecanismo de compensação ecológica preestabelecida, e que o contrato de compra e venda de créditos de carbono trata-se de um contrato internacional de natureza mercantil, que, além da função social, deverá cumprir também sua função ambiental específica, tendo por objeto, além da implementação do projeto de MDL, a disciplina da propriedade das RCE que serão geradas.

Ver Ofertas Ver Comentários

Contrato de Créditos de Carbono - Análise Crítica das Mudanças Climáticas

10

Direito Ambiental do Clima e Créditos de Carbono

Aquecimento global é um dos temas mais instigantes da atualidade. O direito ambiental do clima e os créditos de carbono são as novas modalidades do Direito Ambiental. O presente estudo tem como escopo proporcionar ao setor acadêmico e profissional o conhecimento conceitual e prático do mecanismo de desenvolvimento limpo (MDL). Desenvolvimento sustentável, arcabouço jurídico do meio ambiente climático, funcionamento do MDL, relações contratuais, função socioambiental do MDL, política nacional de mudanças climáticas, instrumentos jurídicos de defesa do meio ambiente climático, governança climática, mercado de carbono, responsabilidades pela emissão de gases de efeito estufa e demandas versando sobre mudanças climáticas, são alguns dos aspectos discutidos. A obra é escrita com objetividade e instruída com gráficos. O trabalho, pela importância do tema, é indispensável para advogados, promotores, juízes e demais operadores do Direito, bem como para técnicos, empresários e membros do terceiro setor ligados à área.

Ver Ofertas Ver Comentários

Direito Ambiental do Clima e Créditos de Carbono

O Que Observar na Hora de Comprar?

  • Analise os preços das versões impressa e digital do livro, a versão eletrônica em alguns casos pode ser mais econômica.
  • Um mesmo livro pode ter diferentes versões impressas: capa dura, capa comum e edição de bolso com preços diferentes.
  • Se você for um leitor voraz, a assinatura do Kindle Unlimited pode ser um ótimo investimento. Com acesso a milhares de títulos, você pode explorar uma variedade de gêneros e autores sem custos adicionais.
  • Se você gosta de ouvir livros, considere assinar a plataforma de audiobooks Audible. A plataforma oferece milhares de títulos em audiobooks que são trocados por créditos que geralmente mais baratos que o preço de um livro.
  • Leia as avaliações e compare preço do livro em diferentes plataformas. Isso pode oferecer uma visão mais ampla sobre a qualidade e relevância assim como do preço do livro.


Posts relacionados


Posts mais recentes


Mais Pesquisadas


Mais lidas


Categorias


Banner Amazon